sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Love song for no one

"Pedi uma definição ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas que me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranqüilidade possível que estou só do que ficar a mercê de visitas adiadas, encontros transferidos. No plano real: que história é essa? No que depende de mim, estou disposto e aberto. Perguntei a ele como se sentia. Que me dissesse. Que eu tomaria o silêncio como um não e ficaria também em silêncio. Acho que fiz bem."

- Caio Fernando Abreu

3 comentários:

  1. Oi!!
    Estou sofrendo de PLÁGIO em meus textos e citações!!
    O sujeito além de tudo, copia toda a minha “vida virtual”, preciso de ajudar; denuncias no ORKUT, TWITTER, BLOGGER, por favor…
    Vocês como escritores sabem o quanto é dificil essa situação, além de estar muito chateada estou com receio tb, o cara me monitora na internet. É doentiu!
    Toda e qualquer ajuda é muito bem-vinda!
    Muito obg :*
    luaraQ
    Meu blog:
    www.lluaraq.blogspot.com
    Segue o link do plagiador:
    http://danilocechinatto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Texto lindo! adoro C. F. Abreu! seu blog é lindo! ganhou mais uma seguidora! ;]

    Bjos.
    visita meu blog se quiser! http://misonhospossiveis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Caio é mago! Adorei seu espaço, beijo ;*

    ResponderExcluir